Mosteiro de Coz candidato a Património de Interesse Nacional

A candidatura foi entregue em 2016.

Foto: Miguel Gabriel


Foi em fevereiro de 2016, durante uma visita ao monumento, que foi entregue um dossiê de candidatura do Mosteiro de Santa Maria de Coz – já classificado de Interesse Municipal – a Monumento Nacional.

O Ministro que, na altura, deixou a promessa de dedicar “toda a atenção e carinho” a esta candidatura de “um tesouro de grande relevo histórico e patrimonial que deve ser preservado”. Mas, segundo Paulo Inácio, “a resposta até agora foi um ‘nim’”, com a justificação “que está em estudo, averiguações”.

Este, ainda património municipal, é sem dúvida um local incontornável, que merece a devida distinção.


A jóia da Vila de Coz

Para além da riqueza dos seus elementos decorativos barrocos e do portal manuelino, no Mosteiro de Santa Maria de Coz respira-se uma atmosfera imemorial que sobrevive no bucolismo da paisagem rural envolvente.

Foto: Miguel Gabriel

Esta igreja é, literalmente, um santuário ao barroco. Nela, evidenciam-se os vários altares de talha dourada de boa execução, os revestimentos de azulejo, principalmente da sacristia, e os impressionantes caixotões de madeira que constituem o teto que cobre a nave, o coro, a sacristia e o vestíbulo. As pinturas são da autoria do pintor Pedro Peixoto e datam do início do século XVIII.

Um local incontornável, que merece muito mais que uma visita. Exige uma contemplação.


 

 

insira o seu e-mail e recebe as melhores experiências

[newsletter]